Pages

sexta-feira, 27 de março de 2015

Download gratis The Pyramid Legendado


Titulo: The Pyramid
Tamanho: 2,93 GB 
Formato: MKV
Gênero: Terror
Ano de Lançamento: 2014
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Inglês 
Legendado: Português
Servidores: Minha Teca
Duração: 1h 29 Min.

Sinopse:  Uma equipe de arqueologistas norte-americanos encontra uma rara pirâmide trilateral enterrada no deserto egípcio. Empolgados com a descoberta, conseguem acessá-la e iniciam a exploração. Perdidos nas escuras catacumbas, eles percebem que não estão sozinhos e, desesperados, buscam uma rapidamente uma saída antes que seja tarde demais.

  Versão em MKV

DOWNLOAD










quinta-feira, 26 de março de 2015

Download gratis Watchmen O Filme Dublado


Titulo: Watchmen O Filme
Tamanho:  1,05 GB
Formato: MP4
Gênero: Ação | Hérois
Ano de Lançamento: 2009
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Inglês 
Legendado: S|L
Servidores: Minha Teca
Duração: 2h 43Min.

Sinopse:  Em 1977 foi aprovada pelo congresso norte-americano a Lei Keene, que proibia as atividades de mascarados no combate ao crime. Isto fez com que vários super-heróis deixassem a carreira, como o Coruja (Patrick Wilson) e Espectral (Malin Akerman). Outros, como o Comediante (Jeffrey Dean Morgan) e o Dr. Manhattan (Billy Crudup), passaram a trabalhar para o governo. Dois anos antes da implementação desta lei Adrian Veidt (Matthew Goode) decidiu revelar sua identidade como Ozymandias, dedicando-se a partir de então na construção de um império econômico. Em 1985 o mundo vive o clima da Guerra Fria, no qual um ataque nuclear pode acontecer a qualquer momento, vindo dos Estados Unidos ou da União Soviética. Neste clima de tensão política Edward Blake, o Comediante, é assassinado. Em seu funeral comparecem, em momentos diversos, seus antigos companheiros. Entre eles está Rorschach (Jackie Earle Haley), que acredita que sua morte seja o indício da existência de um assassino de mascarados.

  Versão em MP4

DOWNLOAD










Download gratis Operação Big Hero Dublado


Titulo:  Operação Big Hero
Tamanho: 1,85GB 
Formato: MP4
Gênero: Animação | Aventura | Família
Ano de Lançamento: 2014
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Português
Legendado: S|L
Servidores: Minha Teca
Duração: 1h 42 Min.

Sinopse:  Cidade de San Fransokyo, Estados Unidos. Hiro Hamada (voz de Ryan Potter) é um garoto prodígio que, aos 13 anos, criou um poderoso robô para participar de lutas clandestinas, onde tenta ganhar um bom dinheiro. Seu irmão, Tadashi (voz de Daniel Henney), deseja atraí-lo para algo mais útil e resolve levá-lo até o laboratório onde trabalha, que está repleto de invenções. Hiro conhece os amigos de Tadashi e logo se interessa em estudar ali. Para tanto ele precisa fazer a apresentação de uma grande invenção, de forma a convencer o professor Callahan (James Cromwell) a matriculá-lo. Entretanto, as coisas não saem como ele imaginava e Hiro, deprimido, encontra auxílio inesperado através do robô inflável Baymax (voz Scott Adsit), criado pelo irmão.

  Versão em MP4

DOWNLOAD










quarta-feira, 25 de março de 2015

Venha Colorir Meus Olhos



Olho o teto com a mesma e antiga aparência, a mesma que me gerou tantos arrepios, o mesmo sujo e empoeirado teto que guardou meus segredos, o mesmo teto que tantas vezes sufocou-me até o nascer do sol, o mesmo teto que presenciou meus suspiros, e guardou consigo minhas lagrimas, o mesmo teto que tantas vezes amaldiçoei milhares e milhares de vezes, fez-se parte de minha imaginação... Mantenho meus olhos vidrados nas paredes, adormecidas, imóveis com sua pintura descascando em cascatas enquanto os sentimentos escorrem por suas fendas, e mais nada. Com o tempo eu vi que memórias são labirintos tortos, então apague, reescreva-me, venha colorir meus olhos, meus pensamentos são viscosos e tudo aqui é sempre o mesmo...

Download Gratis Taxi Driver Dublado


Titulo: Taxi Driver
Tamanho: 959MB
Formato: MP4
Gênero: Drama | Policial
Ano de Lançamento: 1976
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Português
Legendado: S|L
Servidores: Minha Teca
Duração:  1h55 Min.

Sinopse: Em Nova York, um homem de 26 anos (Robert De Niro), veterano da Guerra do Vietnã, é um solitário no meio da grande metrópole que ele vagueia noite adentro. Assim começa a trabalhar como motorista de taxi no turno da noite e nele vai crescendo um sentimento de revolta pela miséria, o vício, a violência e a prostituição que estão sempre à sua volta. Perde bastante noção das coisas quando leva uma bela mulher (Cybill Sheperd), que trabalha na campanha de um senador, para ver um filme pornô logo no primeiro encontro, mas tem momentos de altruísmo ao tentar persuadir uma prostituta de 12 anos (Jodie Foster) para ela largar seu cafetão, voltar para a casa de seus pais e ir para a escola. Porém, em contra-partida, compra quatro armas, sendo uma delas um Magnum 44, e articula um atentado contra o senador (que planeja ser presidente) e para quem sua amiga trabalha.

  Versão em MP4

DOWNLOAD










Download Gratis The ABCs of Death 2 Legendado


Titulo: The ABCs of Death 2
Tamanho: 867 MB
Formato: MP4
Gênero:  Comédia | Horror
Ano de Lançamento: 2015
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Inglês 
Legendado: Português
Servidores: Minha Teca
Duração: 2h 05 Min.

Sinopse:  O ABC da Morte 2 é uma continuação para a antologia mais ambiciosa já concebido, com produções que surgindo desde a Nigéria ao Reino Unido até o Brasil e todo o resto. O filme possui segmentos dirigidos por mais de vinte dos principais talentos mundiais dentro dos filmes contemporâneos do gênero. O filme é composto por vinte e seis capítulos, cada um dirigido por um diretor diferente, ao qual foi atribuída uma letra do alfabeto. Os diretores foram, então, liberados para a escolha de um texto para criar uma história envolvendo a morte. Provocador, chocante, engraçado e às vezes conflitante, O ABC da Morte 2 é uma outra celebração global da produção de gênero da próxima geração.

  Versão em MP4

DOWNLOAD




BAIXAR  LEGENDA




Download Gratis Laranja Mecânica Dublado


Titulo: Laranja Mecânica
Tamanho: 1.44GB
Formato: MP4
Gênero: Drama | Policial | Ficção Científica
Ano de Lançamento: 1971
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Português
Legendado: S|L
Servidor: Minha Teca
Duração: 2h16 Min.

Sinopse:  No futuro, o violento Alex (Malcolm McDowell), líder de uma gangue de delinquentes que matam, roubam e estupram, cai nas mãos da polícia. Preso, ele recebe a opção de participar em um programa que pode reduzir o seu tempo na cadeia. Alex vira cobaia de experimentos destinados a refrear os impulsos destrutivos do ser humano, mas acaba se tornando impotente para lidar com a violência que o cerca.

  Versão em MP4










https://www.facebook.com/profile.php?id=298276770366135&ref=ts&fref=ts

terça-feira, 24 de março de 2015

Jurassic City


Titulo: Jurassic City
Tamanho: 1,20 GB 
Formato: MP4
Gênero: Ficção
Ano de Lançamento: 2014
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Inglês 
Legendado: Português
Servidores: Minha Teca
Duração: 1h 28 Min.

Sinopse:  Quando um laboratório ultrassecreto é invadido de forma inesperada, milhares de dinossauros furiosos são soltos em Los Angeles! A unidade de black-ops se mobiliza para conter as criaturas antes que eles causem o caos em toda a cidade. Após sua fuga, estes carnívoros ferozes estão além da contenção.

  Versão em MP4

DOWNLOAD




BAIXAR  LEGENDA




Playing It Cool


http://monotoniadamadrugada.blogspot.com.br/2015/03/titulo-playing-it-cool-tamanho-755mb.html

Titulo: Playing It Cool
Tamanho: 755MB 
Formato: MP4
Gênero: Comédia | Romance
Ano de Lançamento: 2014

Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Inglês 
Legendado: Sim 
Servidores: Minha Teca
Duração: 1h 34 Min.
Sinopse:  Um amor não correspondido motiva um roteirista a escrever sobre suas experiências românticas fracassadas.

 

 

Versão em MP4

DOWNLOAD





BAIXAR LEGENDA




O Devorador



Estou em meu quarto, chorando e gritando de medo, meus pais já estão mortos, foram decapitados e devorados por ele, morreram na minha frente e eu não consegui fazer nada além de ficar olhando ele lamber o sangue deles, o relógio começa a badalar e isso significa que ele esta vindo até mim, a cada badalada ele se aproxima farejando meu medo, ele esta perto, sinto sua presença em meu quarto, a porta se abre, e então eu o vejo…. (Gritos!)
Apos quatro anos fora do Brasil eu volto, não porque eu quero, mas sim porque preciso enterrar meus pais e meu irmão, morreram de uma forma brutal por uma espécie de seita ou culto monstruoso, eles foram encontrados sem a cabeça e com o estômago devorado, quem foi o monstro que fez isso com ele?
Duas semanas se passaram e eu não consigo parar de pensar, como a policia e a perícia conseguiram fechar o caso falando que não existe nada na qual demonstre um suspeito, como o mundo pode ser tão injusto? Meu pensamento não para por um minuto, só penso em vingança, em matar, eu vou vingar você meu maninho, eu prometo!
Volto a tomar antidepressivos graças a minha psiquiatra que me aconselhou a escrever novamente neste diário, eu odeio ter que escrever nisso mas a única coisa que consegue me deixar calmo é escrever nestas malditas folhas, mas quando fecho os olhos eu só lembro do rosto do meu irmão e de seu corpo sem a cabeça…
Misteriosamente chegou em minhas mãos o diário do meu irmão através dos correios, inicialmente fiquei com medo de começar a ler e achar coisas na qual eu não deveria achar, mas a curiosidade é maior então decido ler…
Dia 28/05/2012
Hoje é meu aniversário, estou tão feliz por estar fazendo 13 anos! O melhor presente que achei foi um livro chamado O devorador, é um livro de terror com alguns rituais estranhos, um dia ainda farei para ver se isso existe!
Dia 02/06/2012
Estou louco por esta entidade chamada O devorador, dizem que sua história é a seguinte: Ele era o servo de uma seita, sua fome era tão grande que ele começou a comer pequenos animais vivos, mas nada satisfazia e então matou sua esposa e a devorou, matou seus pais e os devorou, matou toda sua família e a devorou e no final, devorou a si mesmo para satisfazer sua fome, O diabo então satisfeito com a sua gula o premiou transformando ele em um demônio no qual seu poder é atormentar suas vitimas com ganância para que no final quando não sobrasse nada eles a devorassem.
Dia 08/07/2012
Ontem fui dormir na casa de um amigo e algo muito estranho aconteceu, decidimos fazer o ritual de invocação do Devorador, fizemos um pentagrama invertido em sua sala e envolvemos com vela suas pontas, e pronunciamos as seguintes palavras:
Eu invoco o senhor da fome, da dor, da destruição, o senhor daquilo que existe entre os desejos, aquele no qual não devemos pronunciar o nome, aquele no qual daremos as nossas cabeças como troféu, aquele no qual irá nos vigiar ate chegarmos a insanidade e quando estivermos desesperados e ele estiver totalmente cansado de jogar irá nos matar e acabar com todos aqueles que nos amamos, eu invoco O DEVORADOR!
Por um momento todas as luzes da casa se apagaram e eu vi em minha mente milhares de olhos nas paredes me observando, me vigiando, então eu e meu amigo caímos desmaiados e acordamos no outro dia com os pais dele rindo porque dormimos na sala, não existia pentagrama, não existia nada, isso foi muito estranho.
Dia 09/07/2012
Meu amigo me ligou desesperado falando que sonhou com varias crianças chorando e elas estavam sem suas cabeças, e quando ele acordou ele viu em seu armário uma cabeça sem olhos com sangue escorrendo por todos orifícios e ouviu a seguinte palavra: O DEVORADOR TE OBSERVA!
Dia 15/07/2012
Eu não posso acreditar, DEUS PORQUE!? PORQUE!? Meu amigo está morto e seus pais também! Ele matou seus pais e depois se matou! Eu…. não posso acreditar!
Dia 16/07/2012
Vejo um e-mail do meu amigo e então decido ler, nele está escrito:
Nós nunca devíamos ter feito isso, agora nós somos dele, lhe desejo sorte amigo, irei obedecer as vozes e acabar com tudo isso, tenha sorte, tenha fé, que Deus te siga em sua jornada pois creio que ele me abandonará depois disso, Adeus meu irmão!
Vejo uma palavra escrita com fonte baixa, aproximo meus olhos e leio:
O DEVORADOR VAI TE PEGAR!
Dia 05/08/2012
Deus… Por que? Esta noite sonhei com crianças sem cabeça me olhando, dizendo que minha cabeça será um troféu dele, daquele que não pode ser nomeado, elas estão sem olhos e chorando lagrimas de sangue, por favor Deus, esteja comigo nesta hora.
Dia 15/08/2012
As crianças me dizem para matar minha família e acabar com isso, salvar as almas deles e condenar apenas a minha, mas eu nunca poderia fazer isso, porque meu irmão não esta aqui agora? Será que ele vai atrás do meu irmão? Meu Deus o que fui fazer?
Dia 18/08/2012
Acordo as 3 da manha com as crianças me dizendo, acorde por favor, salve sua família! Então pego minha câmera e meu diário e vou ate o quarto de meus pais, então eu o vejo, Devorando minha mãe, e arrancando a cabeça de meu pai, eu corro ate o meu quarto e me escondo… Estou em meu quarto, chorando e gritando de medo, meus pais já estão mortos, foram decapitados e devorados por ele, morreram na minha frente e eu não consegui fazer nada alem de ficar olhando ele lamber o sangue deles, o relógio começa a badalar e isso significa que ele esta vindo ate mim, a cada badalada ele se aproxima farejando meu medo, ele esta perto, sinto sua presença em meu quarto, a porta se abre, e então eu o vejo….
Horas já se passaram desde que acabei de ler o diário de meu irmão, o que seria este tal devorador e como eu poderia encontra-lo? Começo a beber sem parar e lanço o diário de meu irmão na parede, então uma foto avulsa cai, pego lentamente e leio a seguinte frase:
Agora você sabe sua história, você sabe o nome daquele que não deve ser nomeado, agora você será um troféu dele…
O DEVORADOR ESTÁ ATRÁS DE VOCÊ!

A boneca dos Sonhos



Era tarde da noite… Na verdade já era madrugada. Dia comum como os outros, com um pouco de chuva. Estava sem sono, achei melhor ir à cozinha preparar um chá e ler um livro para ver se o sono aparecia. Afinal moro sozinho.
Enquanto bebia o chá e lia, pensei ter ouvido um barulho no sótão, pensei: “tomara que não seja uma telha quebrada novamente!” Me levantei e subi até lá com uma lanterna. Olhei por todo o lugar e parecia tudo em ordem, então, quando fui descer de lá, alguma força misteriosa fechou a entrada e a trancou por fora. Entrei em pânico e não sabia o que fazer, ainda para o meu azar, a lanterna de algum modo (que não tenho a mínima ideia de como) se apagou. Pensei: “E agora? Deve haver alguma vela e fósforos por aqui…” Comecei a procurar ambos então.
Enquanto vasculhava o sótão… Ouvi uma batida na janela. Me virei e olhei para ela e: “Maldito corvo!” Um corvo havia batido seu bico no vidro da janela em busca de abrigo da chuva e a abriu. Isso me assustou muito. “Como um corvo pode abrir uma janela com apenas uma bicada?” Disse eu. Fechei-a novamente e quando me virei… Havia uma boneca de pano atrás de mim naquele chão de madeira me observando!
Tentei gritar, mas a voz não saiu! Ela era horrível! Suja, feia, olhos de botão, mal costurada e parecia que estava viva! Pensei: “Deixe disso! Que bobagem!” Voltei-me para a porta do sótão com uma vela na mão e estranhamente, a porta, desta vez estava aberta, mas estava tão abalado com aquela boneca que nem reparei. No momento em que a vi, entrei em uma profunda tristeza. Como se naquele rosto mal costurado estivesse presente toda a tristeza do mundo.
Me senti mal, chorei, comecei a ouvir vozes repetitivas na minha cabeça, que me mandavam acabar com a minha vida ali mesmo, comecei a lembrar de todas as coisas horríveis que aconteceram na minha vida, lembrei-me de quando perdi meus pais e julguei ser minha culpa, lembrei-me de quando minha esposa morreu e pensei: “É tudo culpa minha! Eu não mereço viver!
Eu tenho que morrer”. Tranquei-me no banheiro, olhei-me no espelho e pensei: “Devo estar ficando maluco”. Abaixei a cabeça, molhei o rosto e fiquei com os olhos fechados por um momento, quando voltei e olhei para o espelho novamente… Lá estava ela! Olhei para o espelho e lá estava o reflexo dela! Gritei: “Me deixe em paz! Saia daqui!” Saí correndo por todos os lados da minha casa, mas ela estava em toda parte! Rindo e zombando de mim, me fazendo lembrar do passado e dizendo para eu me matar.
Desisti! Caí no chão e fechei os olhos. Senti o chão tremer, olhei em volta e ele rachou e eu caí… Comecei a gritar e quando olhei para baixo, vi um rio de fogo… Estaria eu indo para o inferno? Não sabia eu… Só sabia que era ela! Era ele de novo! Estava me puxando para baixo naquele rio de fogo. Criatura das trevas! Tentei lutar, mas não consegui! Caí…
Entrei naquele rio de fogo. Mas por um instante, tudo escureceu… E acordei! Olhei para o lado… lá estava minha xícara de chá, meu livro sobre meu colo, estava eu deitado no sofá, olhando a chuva cair na janela… e aí caí na real… Foi tudo um sonho…

Faça Parte da Equipe

http://monotoniadamadrugada.blogspot.com.br/2015/03/siga-as-instrucoes-seu-nome-cargo.html

SIGA AS INSTRUÇÕES:

Seu nome:
Cargo desejado:
Porque deseja entrar para equipe:  
                                     Deixe seu E-mail,Facebook ou Skype:

Só serão atendidos pedidos feitos como usuário do Google ou Facebook
para manter a organização, comentários anônimos serão EXCLUÍDOS.

9 Canções


http://monotoniadamadrugada.blogspot.com.br/2015/03/titulo-original-9-songs-titulo-9.html

Título Original: 9 Songs
Titulo: 9 Canções
Gênero: Drama/Romance
Tamanho: 693 MB 
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Inglês 
Legendado: Sim 
Servidores: Minha Teca


Sinopse:  O diretor Michael Winterbottom (de Código 46 ) fez com 9 Canções um filme ousado e abusado. Um dos diretores mais corajosos e influentes hoje, Winterbottom juntou muito sexo e o novo rocknroll para contar a história de um relacionamento moderno, na sempre moderna cidade de Londres, Lisa é uma estudante americana que vai morar um ano em Londres, onde conhece Matt num show e se apaixonam. O furor do relacionamento combina com o vigor com que são filmadas as apresentações das bandas Black Rebel Motorcycle Club, The Von Bondies, Elbow, Primal Scream, the Dandy Warhols, Super Furry Animals, Franz Ferdinand e Michael Nyman, Bandas do primeiro time do revival do rock progressivo num filme de um diretor de primeira linha.

Versão em AVI




DOWNLOAD  BAIXAR LEGENDA













Faça seu Pedido


http://monotoniadamadrugada.blogspot.com.br/2015/03/faca-seu-pedido_75.html

SIGA AS INSTRUÇÕES:

Preencha com os seguintes dados abaixo

  Seu nome:
Nome do filme/Conto de Terror:
Aúdio (Ex: Português/Inglês):
Contato do Usuário: Deixe seu E-mail ou Facebook para entrarmos em contato quando fizermos o post do seu pedido

Só serão atendidos pedidos feitos como usuário do Google ou Facebook
para manter a organização, comentários anônimos serão EXCLUÍDOS.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Download gratis Frozen Dublado


http://monotoniadamadrugada.blogspot.com.br/2015/03/titulo-frozen-uma-aventura-congelante.html
Titulo:  Frozen Uma Aventura Congelante 
Gênero: Animação
Qualidade: HD
Tamanho: 2.2 GB
Qualidade áudio: 10 
Qualidade vídeo: 10  
Idioma: Português
 Legendado: S|L
Duração: 102 min
Servidores: Mega

Sinopse:  Após um incidente na infância, Anna (Kristen Bell) foi afastada da irmã mais velha, Elsa (Idina Menzel). Orfãs e isoladas dentro do imenso castelo da família, elas se reencontram na coroação de Elsa, mas um desentendimento faz a jovem rainha perder o controle, provocando o congelamento de todo o reino. Elsa decide então se isolar e Anna se aventura pelas montanhas de gelo tentando encontrar a irmã e acabar com o frio.

 Versão em MKV




DOWNLOAD














Download Gratis Querido John Dublado


http://monotoniadamadrugada.blogspot.com.br/2015/03/querido-john-dublado.html

Formato: AVI
 Qualidade: DVD Rip
Áudio: Português
Legenda: S|L
Servidor: Mega
 Gênero:Romance
Tamanho: 708 MB
Qualidade de Áudio: 10
Qualidade de Vídeo: 7
 Ano de Lançamento: 2010
Duração: 1h 45 Min.


Sinopse: Querido John  Dublado (2010) John Tyree (Channing Tatum) é um jovem soldado que está em casa, licenciado. Um dia ele conhece Savannah Curtis (Amanda Seyfried), uma universitária idealista em férias, por quem se apaixona. Eles iniciam um relacionamento, só que logo John precisará retornar ao trabalho. Dentro de um ano ele terminará o serviço militar, quando poderão enfim ficar juntos. Neste período eles trocam diversas cartas, onde cada um conta o que lhe acontece a cada dia.

Versão em AVI





DOWNLOAD














O terror em Neve


Há algo de interessante em contar sobre os receios do homem. O que será que nos faz recear por algo que nunca deparamos? Ter pesadelos no limiar da noite, e acordar assustadoramente como se tudo – acreditando no mundo espectral – fosse a mais simples realidade? 
 Estas perguntas, que receio em responder; porém, tenho a total e simples certeza, é que se por algum acaso, – não que isso me faça um cúmplice. Não, senhor, de novo não. É que se uma pessoa, sendo extremamente próxima a mim, descobrir o que houve comigo em uma das minhas congelantes viagens ao sul, é certo que ao final deste conto, esta pessoa 

estará habilitada a maldição perpetua.
Então, ocorro em relatar, ó caríssimo leitor – e digo isto o mais abertamente possível – se, por algum sórdido e tenebroso acaso, e que tenha em mente uma responsabilidade madura e vil de continuar lendo, pois eu não serei o culpado pelo teu castigo. Pois “Ele”, “Ele” sabe do que eu estou falando. E é melhor eu começar logo, antes que alguma coisa aconteça comigo novamente, e a todos que me cercam. Ah! Inclusive com você, que pela lógica, já está envolvido.
Afinal, como começar…? Assim, assim. Meu nome é Jonathan, e eu era de uma família mediana, e morávamos em Petrópolis, Rio de Janeiro. O clima era chuvoso e congelante, mais eu adorava me aconchegar em meus lençóis, e clima melhor do que esse não há. Não que eu detestasse o clima tropical de minha cidade. Para falar a verdade, nunca gostei muito de sol, penetrando em meus olhos, mas adorava quando eu e minha família íamos á praia, ou ao Jardim Botânico, que então me alegrava bastante.
Mas foi no ano de 1975, quando meu pai, um homem de semblante único, que tinha um bigodão negro que vinha até os lábios, e os cabelos loiros como o meu, decidira de uma hora para outra, como era de seu costume, visitar os meus avós maternos que viviam no sul deste país, e por aquela parte, o clima era dez vezes mais congelante donde eu morava, e melhor de tudo, lá nevava, e eu rezava muito para que assim que nos chegássemos logo me deparasse com os flocos macios caindo sobre minha cabeça. Tinha um grande sonho em fazer anjos na neve, guerra de bolinhas e o meu preferido, bonecos de neve.
Sendo assim, partimos logo quando minha mãe arrumara as malas. Era um dia de domingo. Alugamos um carro, e caíamos em alta estrada. Minha mãe, Denise, tinha uma beleza exuberante, que vinha desde sua adolescência, e não parecia que ela tinha toda aquela idade adulta. Seus cabelos eram ruivos, porém, tinha mechas castanhas nas pontas, que a deixava perfeitamente bela para com seus olhos azuis.
Depois de horas e mais horas de viajem, alugamos um quarto em um hotel chamado Os Castanheiros. Nosso quarto tinha uma pequena televisão, um pequeno frigobar e um banheiro ao lado. Passamos somente aquela noite para voltar a ativo ás seis em ponto da manhã, pois assim que meu pai gostava das coisas, e não valia a pena reclamar com ele, isto o deixava irritado. Então assenti com a cabeça e voltei-me o mais cedo possível para cama, até que o sol da janela se pôs sobre o meu rosto. Eu tinha acordado mais cedo, e meus pais, ainda na cama de casa ao lado, ressonavam sem parar, enquanto o alarme os despertou, e todos num instante puseram as roupas e arrumaram de novo as malas.
Eu dormi (de novo) quase a viajem inteira, pelo o que eu me lembre. Fui acordado pela mão de minha mãe, me remexendo sem parar, enquanto despertava de um sono sem sonhos.
- Vamos Jonathan. Chegamos. Ajude seu pai com as malas de trás, que eu ajudo com as da frente. 
Por esquecimento meu, minha mãe naquela época, estava grávida de oito meses, e era uma irmãzinha que eu esperava. Portanto, ela não podia carregar qualquer peso que a possibilitasse em carregar. Fiz o favor como um cavalheiro, e a ajudei com todas as malas e curvei-me para fora do carro.
A neve começava a cair sobre meus lábios, e eu pude senti-la escorregar pela minha pele. Era uma sensação que eu nunca havia sentido antes. Naquele ano, eu tinha entre 12-13 anos de idade; no entanto, senti que aquilo realmente havia mudado minha vida, de poder sentir a gélida neve caindo em meus lábios.
Minha avó, Melissa, veio em primeiro. Deu-me um carinhoso abraço, e apertou minhas bochechas até elas parecerem cascas de maça. Seus cabelos eram brancos como aquela neve, e os olhos azuis como os da minha mãe. Tinha uma pele macia e cheirava a sabão. Estava vestida com um lindo vestido azul marinho, e parecia que estava há muito por nossa espera.
Meu avô; isto é, Armando, vinha lentamente logo atrás, segurando uma bengala, que pelo seu punho, pude notar uma cruz dourada. Meu avô usava óculos redondos, uma boina verde e um paletó bem passado com listras azuis e vermelhas. Também tinha uma pele muito clara, e seus cabelos estavam passando do loiro para o branco. Aparentava ter oitenta, mais dizia ter sessenta.
Levei as malas junto com o meu pai, enquanto minha mãe ia logo á frente, conversando com minha avó que a segurava pelo braço.
Estava frio demais, então meu avô ascendeu à chaminé, enquanto meus pais contavam sobre suas viagens e assuntos que nem um pouco me interessavam.
Pela janela, avistei ao longe, perto de uma floresta densa, um boneco de neve incompleto, que por estar ali, alguém em súbita consciência o construiu e por algum motivo não o terminou.
Meu avô percebera meu interesse pelo boneco de neve, que eu via atentamente pela janela fora.
Ele se aproximou de mim e cochichou em meu ouvido, enquanto colocava sua estranha bengala de lado.
- Eu não iria lá se fosse você. – Disse ele com sua voz rouca causada pelo frio – Se é para se estar incompleto, é porque se deve estar incompleto.
Aquilo entrou na minha cabeça, e nunca desejei esquecer tanto o que ele me disse.
De noite, depois de jantarmos, decidimos dormir, enquanto minha avó arrumara alguns colchões e bons lençóis.
Eu deitado no meio dos meus pais, enquanto a barriga de minha mãe me acomodava atrás. Meu pai estava roncando rudemente sem parar em meu rosto, e isto tudo fez com que eu ficasse acordado, rodeando com uma lanterna a casa para cima e para baixo como um zumbi sem destino.
Aquele gume de neve ainda estava lá fora, há uns 6 metros mais ou menos donde eu estava logo enfrente da mata obscura e fechada.
Aproximei-me dele em pequenos passos rastejantes, enquanto um frio mortal raspava pelas minhas pernas. Ele só tinha as três bolas de neve uma sobre a outra.
Arrumei dois galhos que mais se pareciam com braços, e coloquei firmemente sobre ele. Achei por sorte, um ninho de pinheiro, onde utilizei para os olhos. Voltei até a casa e roubei no cabide da minha avó, um chapéu vermelho, e um cachecol verde que era de meu avô.
Estava quase pronto, até que… Lá estava ele, completo. Estava mais aliviado comigo mesmo, tudo estava bem. Dei as costas o boneco, mais um toque sombrio havia caído sobre meu ombro. Pensei que o galho que tinha utilizado para o braço havia despencado por acidente, mais foi apenas o inicio do horror dessa parte história.
Um poder sobrenatural tomou a forma de um boneco de neve. Ele jogou-me de cara com a neve e correu em direção a casa. Tentei persegui-lo mais meu corpo estava preso ao gelo.
Eu ouvi gritos apavorantes, vindos do quarto e da sala. O que ele estava fazendo?
Ouvi gritos vindos da minha mãe e de meu pai. Era surreal. Meus avos também gritavam, e só queria poder correr e ajuda-los dessa ameaça. Depois, o boneco ensopado de sangue, saiu da casa, rastejando até a floresta que existia em volta.
Finalmente, senti uma leveza em meu corpo, e já podia levantar. Corri mais do que podia até a casa. Meu coração acelerava até fazerem uma de minhas veias estourarem. A pulsação era demais naquele momento. Antes de entrar na sala, eu só podia escutar o silêncio do meu próprio corpo, num forte som agudo e irritante.
Uma lastra de sangue percorria do quarto até a sala, da sala até o quarto. Enquanto eu me encurvava para visualizar o que tinha dentro, uma mão começou a balançar meu ombro direito. Eu me virei, e estava eu lá, dentro do carro mais uma vez, enquanto minha mãe virada para mim disse:
- Vamos Jonathan. Chegamos. Ajude seu pai com as malas de trás, que eu ajudo com as da frente.
 

Blogger news

Blogroll

About